Na Imprensa

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA AMMP

A Associação Mineira do Ministério Público – AMMP – entidade de classe que congrega os Promotores e Procuradores de Justiça do Estado de Minas Gerais – vem a público para repudiar de forma veemente o grave e covarde atentado praticado contra o Promotor de Justiça da Comarca de Monte Carmelo, Marcus Vinícius Ribeiro Cunha, ocorrido – em função da sua firme e destemida atuação na defesa da sociedade – na noite do último sábado, dia 21 de fevereiro, nas imediações da Promotoria de Justiça daquela Comarca, onde se encontrava trabalhando.

Foram efetuados aproximadamente vinte disparos contra o carro do Promotor de Justiça. Felizmente, apesar dos quatros tiros que atingiram seu corpo, ele passa bem e, segundo a equipe médica que o acompanha, o prognóstico de recuperação é favorável.

Assim que tomou conhecimento do ocorrido, cerca de meia hora após o atentado, a AMMP, por seu Presidente, Diretores e Assessores, fez gestões imediatas com o Senhor Procurador-Geral de Justiça, integrantes do Governo do Estado, Poder Judiciário, Polícia Militar e Civil, colocando-os a par da grave situação e da necessidade da adoção de medidas para a rápida apuração do crime, proteção policial aos familiares do Promotor de Justiça, bem como aos demais integrantes do Ministério Público diretamente responsáveis pelo combate ao crime organizado na Região.

Já na madrugada de domingo, o Presidente da AMMP, Procurador de Justiça Nedens Ulisses Freire Vieira, o Promotor de Justiça Luiz Felipe Cheib, 2º Diretor Financeiro, e o Procurador de Justiça Antônio Sérgio Tonet, integrante da Comissão de Defesa de Prerrogativas, deslocaram-se de carro para a Comarca de Uberlândia, a fim de, in loco, acompanharem a evolução do quadro médico do Promotor de Justiça e os desdobramentos das investigações, prestando todo o apoio, solidariedade e assistência necessária ao mesmo e a seus familiares.

Nesse sentido, no domingo (22), os integrantes da AMMP realizaram uma visita ao Hospital Santa Clara, onde o Promotor de Justiça encontra-se internado, tendo o Presidente, em conversa com ele mantida, colhido importantes detalhes do atentado, o que foi prontamente informado aos responsáveis pela investigação. Na sequência, além de reuniões com Promotores de Justiça e autoridades de Uberlândia, a comitiva da AMMP também esteve na Delegacia de Polícia da Comarca de Monte Carmelo, onde se avistou com os responsáveis pelos trabalhos investigativos e acompanhou a confissão do autor imediato do crime.

Sob o acompanhamento direto da Procuradoria-Geral de Justiça, as investigações levaram à prisão de dois suspeitos de participação, direta ou indireta, nesse hediondo atentado, sendo certo que a AMMP continuará apoiando os trabalhos de apuração e se manterá vigilante até que o caso seja cabalmente esclarecido e os responsáveis exemplarmente punidos.

O Promotor de Justiça Marcus Vinícius Ribeiro Cunha, casado e pai de dois filhos, ingressou no Ministério Público de Minas Gerais em agosto de 2006, sendo titular da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Monte Carmelo e integrante do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Triangulo Mineiro, sediado em Uberlândia. O Dr. Marcus Vinícius é um profissional extremamente atuante e dedicado ao combate à corrupção, ao crime organizado e à proteção do patrimônio público, cujo trabalho é amplamente reconhecido por seus pares e tem gerado significativos resultados positivos para a comunidade local.

A AMMP, como de resto toda a sociedade, tem plena convicção que o Ministério Público Brasileiro não se curvará diante desse tipo de violência que atinge não apenas o agente político no pleno exercício das suas funções de defesa da sociedade, mas ao próprio Estado Democrático de Direito.

A AMMP também reconhece e agradece a pronta e eficaz atuação dos órgãos da Administração Superior do Ministério Público de Minas Gerais, bem como o apoio dos Promotores e Procuradores de Justiça do Estado e especificamente da região do Triângulo Mineiro, registrando também a solidariedade externa, recebida dos demais Poderes e Instituições, tais como o Governo do Estado, Polícias Civil, Militar e Federal, Poder Judiciário, entidades de classe, dentre outros, por ocasião desse triste e lamentável evento.

Belo Horizonte, 23 de fevereiro de 2015.
Associação Mineira do Ministério Público – AMMP

 



Mais na Imprensa

NOTA PÚBLICA

Tendo em vista alguns questionamentos acerca dos valores pagos no âmbito do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, a Associação Mineira do Ministério Público, entidade de classe que congrega promotores e procuradores de Justiça do ...

AMMP participa de congresso na UFMG

 


Entre os dias 2 e 4 de setembro, o presidente da AMMP, Enéias Xavier Gomes, participou do III Congresso Ibero-Americano de Direito Penal e Filosofia da Linguagem, na Faculdade de Direito da UFMG.
Enéias Xavier Gomes presidiu a mesa dos ...