Na Imprensa

blog-1-column1

Corregedor-geral e membros do Conselho Superior do Ministério Público tomaram posse

O corregedor-geral do Ministério Público eleito para o biênio 2014/2015 e os membros eleitos para o Conselho Superior do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) tomaram posse nesta segunda-feira, 16 de dezembro, na Procuradoria-Geral de Justiça.
 
Corregedoria-Geral do Ministério Público
Luiz Antônio Sasdelli Prudente foi empossado no cargo de corregedor-geral do Ministério Público. Ele foi reeleito com 97 votos do Colégio de Procuradores de Justiça no dia 4 de dezembro, para mandato de dois anos.
 
Durante a solenidade de posse, Sasdelli falou do orgulho de ser reconduzido ao cargo por seus pares e da relevância da Corregedoria-Geral do Ministério Público de um estado tão extenso e diverso. “Minas Gerais não pode prescindir de um Ministério Público corajoso, hoje e sempre”, afirmou.
 
Luiz Antônio Sasdelli Prudente ingressou no MPMG em 1991. Atuou em Promotorias de Justiça de Conceição do Mato Dentro, Coronel Fabriciano e Belo Horizonte. É procurador de Justiça desde 2004, tendo atuado como corregedor-geral do Ministério Público no biênio 2012/2013.
 
Conselho Superior do Ministério Público
Na mesma ocasião, foram empossados os procuradores de Justiça eleitos pelos membros do MPMG nos dias 10 e 11 de dezembro para compor o órgão colegiado: Antônio Sérgio Tonet, Jacson Rafael Campomizzi, Antônio de Padova Marchi Júnior, Gisela Potério Santos Saldanha, Elias Paulo Cordeiro, Evandro Manoel Senra Delgado, Rogério Filippetto de Oliveira, Heleno Rosa Portes e Iraídes de Oliveira Marques Caillaux como membros titulares; César Antônio Cossi e Sérgio Lima de Souza como suplentes.
 
“O Conselho Superior está renovado, mas com os mesmo compromissos, empenhado em cumprir seus misteres com zelo e dedicação”, lembrou o procurador de Justiça Márcio Heli de Andrade ao fazer a saudação aos empossados.
 
Ao se pronunciar em nome dos novos integrantes do Conselho, o procurador de Justiça Antônio Sérgio Tonet ressaltou que a importância do órgão colegiado não está apenas nas suas atividades rotineiras, mas resulta também do acompanhamento de todas as discussões que possam influenciar na instituição.
 
O Conselho Superior do Ministério Público integra a administração superior e é composto do procurador-geral de Justiça, que o preside, do corregedor-geral do Ministério Público e de nove procuradores de Justiça eleitos, para mandato de um ano.
 
O procurador-geral de Justiça, Carlos André Mariani Bittencourt, encerrou a solenidade de posse cumprimentando os empossados e lembrando que 2013 foi um ano de superação para o Ministério Público, sobretudo no enfrentamento da PEC 37. “Este é um momento propício para reflexões. O ano começou tranquilo, mas foi ganhando contornos mais complicados. Mesmo assim, conseguimos vencer os obstáculos e superar as dificuldades. Hoje, o Ministério Público está mais estruturado para lidar com as questões que virão em 2014”, concluiu.
 
Além do procurador-geral de Justiça e do corregedor-geral do Ministério Público, compuseram a mesa de honra, a vice-presidente da Associação Mineira do Ministério Público (AMMP) Shirley Fenzi Bertão, representando o presidente da AMMP, Nedens Ulisses Freire Vieira, o ex-corregedor-geral do Ministério Público Francisco Márcio Martins de Miranda Chaves; o corregedor-geral de Justiça de Minas Gerais, Luiz Audebert Delage Filho, representando o presidente em exercício do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Almeida Melo; a defensora pública Cristiane Procópio Mallard, representando a defensora pública geral de Minas Gerais, Andréa Abritta Garzon; e a sub-ouvidora Maria Conceição de Assumpção Mello, representando a ouvidora do MPMG, Ruth Lies Scholte Carvalho. (MPMG)
 


Mais na Imprensa

Entidades protestam na Assembleia de Minas Gerais

 


Representantes de movimentos sociais reivindicaram  direito de continuar participando da construção de nova lei sobre barragens 
 
“Não basta qualquer lei! Hoje, o texto que reflete o que foi discutido pela população é o PL 5.316/18. O ...

Nota Pública



Ontem, dia 19 de fevereiro, às 21h, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais convocou audiência pública para amanhã, quinta-feira, às 9h45, para debater o Projeto de Lei 3.676/16 de autoria da Comissão Extraordinária de Barragens.